Economia

Hotelaria regista novo crescimento da faturação

O número de hóspedes também cresceu

O volume de negócio do setor de estabelecimentos hoteleiros – que inclui de hotéis, estalagens, apart-hotéis, motéis, pensões, pousadas, aldeamentos turísticos e apartamentos turísticos – subiu dos 3.681 milhões de euros registados em 2017 para os 4.000 milhões de euros em 2018, que representa um aumento de 8,7%.

De acordo com o estudo da Informa D&B, o número de hóspedes cresceu 1,7% no ano passado – esta percentagem exclui os estabelecimentos de alojamento local e turismo no espaço rural e ainda as "Quintas da Madeira". Foram assim ultrapassados os 21 milhões de hóspedes.

Apesar destes números, o número de dormidas diminuiu ligeiramente, contabilizando 57,6 milhões. “As dormidas realizadas por residentes em Portugal aumentaram 5%, face à contração de 2% registada no caso dos residentes no estrangeiro”, explica o estudo.

Número de camas

Segundo o estudo da Informa D&B, em 2017 exisitam cerca de 403 mil camas em hotéis, estalagens, apart-hotéis, motéis, pensões e pousadas de Portugal. Estee valor representa um aumento de 5,8% em relação ao ano anterior e mais de 68% face a 2002.

Destas, perto de 55% (cerca de 211 mil) correspondem a hotéis.       “A zona de Algarve é a que concentra uma maior capacidade, com cerca de 127.600 camas em 2017, o que supõe 31,7% do total, à frente da zona de Lisboa, com quase 80.500 camas”, refere o estudo.