Desporto

"Custou-me muito deixar o Sporting, porque é o clube do meu coração”

Futebolista admite ter deixado Alvalade devido à situação financeira do clube

Depois de deixar Alvalade rumo ao Orlando City, Nani falou pela primeira vez, esta terça-feira, sobre a transferência e admite que foi difícil deixar o Sporting.

“Custou-me muito deixar o Sporting, porque é o clube do meu coração”, afirmou o futebolista, em entrevista à rádio Renascença, reconhecendo no entanto que “foi o melhor para as duas partes”.

“É um clube de que gosto muito, vibro muito, quero sempre que tenha sucesso, mas apareceu uma nova oportunidade. E devido à situação financeira do clube e após uma conversa particular com os responsáveis do clube tudo indicava que tinha de partir para esta nova aventura”, acrescentou.

O avançado português admite que teve de abdicar do clube devido ao salário alto. “Saí a bem com o Sporting, queria ajudar no que fosse possível. Nesse caso, ter de abdicar de continuar no clube devido a um salário alto. Mas é como digo, terei sempre o Sporting no coração, com muitas saudades já dos adeptos e de todos aqueles que me receberam e continuam a apoiar-me, mesmo de longe”, disse.

Num ano que tem sido “complicado” para os ‘leões’, Nani garante que continua a acompanhar a época do clube.

“Torço pelos meus companheiros, por todos aqueles com quem compartilhei o balneário, os jogos e o clube. Para mim está a ser uma época bem conseguida, depois daquilo que se passou no início da temporada. Muitas mudanças, muita adaptação de muitos jogadores, troca de treinadores, de presidentes”, concluiu.