Internacional

Julian Assange recusa ser extraditado para os EUA

Fundador da WikiLeaks foi ontem, quarta-feira, condenado a 50 semanas de prisão no Reino Unido.


Esta quinta-feira, o fundador do Wikileaks, Julian Assange, disse ao tribunal de Londres que não queria ser extraditado para os Estados Unidos da América para ser julgado.

Recorde-se que o país que o acusa de conspiração para cometer uma invasão de computador pediu a extradição de Assange, mas durante a audiência no tribunal de Londres – na Corte de Magistrados de Westminster -, quando quistionado sobre se concordava ser extraditado para os Estados Unidos, este afirmou que não queria.

Julian Assange foi ainda condenado esta quarta-feira a 50 semanas de cadeia no Reino Unido, por violar as condições de liberdade condicional em 2012, depois de se ter efugiado na embaixada do Equador.