Politica

Chefe de gabinete de secretário de Estado da Proteção Civil demite-se

Adelino Mendes é arguido numa megaoperação da PJ contra fraudes de fundos comunitários


Adelino Mendes pediu a exoneração das funções de chefe de gabinete, revelou o Ministério da Administração Interna (MAI), esta quinta-feira, depois de revelado que este é arguido numa megaoperação da PJ contra fraudes de fundos comunitários.

"Na sequência da constituição como arguido em processo relativo à sua atividade profissional anterior ao exercício de funções no Gabinete do Secretário de Estado da Proteção Civil, o Dr. Adelino Gonçalves Mendes pediu a exoneração das funções de Chefe do Gabinete. O pedido foi aceite pelo Secretário de Estado da Proteção Civil", refere o MAI em comunicado.

Recorde-se que, esta quinta-feira, a Polícia Judiciária levou a cabo uma megaoperação de combate à fraude na obtenção de subsídios, tenso sido realizadas 26 buscas, de norte a sul do país, e constituídos 19 arguidos.

Em causa estão milhões de euros que terão sido obtidos através de fundos de apoio da União Europeia, alegando investimento na criação de riqueza de determinada região assim como a criação de emprego local.

Os comentários estão desactivados.