Desporto

A história fantástica de um campeão europeu que andou anos de cadeiras de rodas

Os médicos disseram a Erick Mendonça que não voltaria a jogar, viveu em tratamentos dos sete aos 14 anos. Hoje, quase dez anos depois é campeão europeu de futsal pelo Sporting.

Tem 23 anos e vai ter para sempre gravado o seu nome na inédita conquista do Sporting em futsal. Mas Erick Mendonça é muito mais do que um campeão europeu.

Até aqui chegar, teve que vencer as duras batalhas da vida: passou grande parte da infância e da adolescência (mais de sete anos) agarrado a uma cadeira de rodas e um par de muletas. O SOL entrevistou o campeão europeu e partilha aqui os destaques de uma história de vida fantástica.

“Nunca imaginei ser campeão da Europa depois de ter estado durante tanto tempo de cadeira de rodas e de muletas”

“Se me perguntarem que emoções senti no final, eu não sei dizer”

“No dia em que fui ao hospital já não saí (…) Diagnosticaram- -me a doença de Perthes, uma doença rara. A cabeça do fémur desfaz-se por completo”.

“Não fiquei internado o tempo que era suposto porque na altura não tínhamos dinheiro para
os tratamentos. (…) Fizémos um aparelho em casa, uma espécie de roldanas que se prendiam à parede para fazer tração”

“No Sporting não há espaço para desleixos. Já tivemos tempo para festejar. É hora de trabalhar”

 

Leia a entrevista na íntegra na edição impressa do SOL, já nas bancas