Desporto

Pinto da Costa: ‘Triste o país onde abundam as paixões vermelhas’

Presidente do FC Porto diz que é mais fácil o clube “ter êxito nas competições europeias” do que em Portugal.

"Infelizmente, parece que por vezes é mais fácil para o F. C. Porto ter êxito nas competições europeias, frente a rivais mais difíceis, do que em Portugal, onde muitas vezes os adversários vestem de preto, andam com um apito ou estão sentados em frente a ecrãs de televisão. Triste o país onde abundam as paixões vermelhas e os pinheiros pouco iluminados, sempre disponíveis a subverter para classificação do campeonato, como agora o fizeram, demonstrando que o crime compensa e que não há camião de coação que não continue a dar resultados", escreve o editorial da revista dragões.

Pinto da Costa volta a comentar a vitória da equipa de sub-19 na Youth League. "Os maiores feitos da história do F. C. Porto foram sempre alcançados causando espanto lá fora e incredulidade cá dentro, onde as vistas curtas de muitos raramente permitem vislumbrar o valor do que se faz neste clube. Foi assim com as grandes conquistas europeias de 1987, 2003, 2004 e 2011, e é assim, de novo, com a vitória da nossa equipa sub-19 na UEFA Youth League. Esse título magnífico, o primeiro de uma equipa portuguesa na mais importante competição de clubes ao nível da formação, foi conseguido graças ao mérito de muita gente que não costuma aparecer nas capas dos jornais, com o treinador Mário Silva à cabeça. Ele, toda a estrutura das camadas jovens e todos os jogadores estão de parabéns, pois são a prova de que este clube permanece bem vivo e terá um futuro brilhante pela frente".