Economia

Tribunal da Relação condena Ricardo Salgado ao pagamento de uma multa no valor de 3,7 milhões de euros

Tribunal da Relação recusou o recurso interposto pelo antigo presidente do Banco Espírito Santo (BES)

Ricardo Salgado foi condenado ao pagamento de uma coima no valor de 3,7 milhões de euros. A decisão foi decretada pelo Tribunal da Relação após ter recusado o recurso interposto pelo antigo presidente do Banco Espírito Santo (BES).

No acórdão da Relação, citado pela Lusa, os juízes consideraram que o tribunal de primeira instância justificou adequadamente “a determinação da medida concreta que das coimas parcelares, quer da coima única, não se vislumbrando qualquer violação dos princípios normativos legais aplicáves”. Os juízes referiam-se às infrações aplicadas ao Banco de Portugal em 2016, onde Ricardo Salgado foi multado em 4 milhões de euros - multa da qual recorreu. 

Além disso, o acórdão indica ainda que durante o desenrolar do caso, Salgado “não evidenciou qualquer interiorização do desvalor das suas condutas, nem qualquer responsabilização pelos seus atos e pelas consequências nefastas dos mesmos”, preferindo atribuir as culpas a outros.