Sociedade

Ex-funcionária de Direção Regional julgada por desvio de 80 mil euros

A arguida está formalmente acusada de um crime de peculato.

O julgamento está a decorrer no Tribunal de Matosinhos. A funcionária é acusada de se ter apropriado de 83.341 euros das receitas da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAPN).

De acordo com a agência Lusa, os factos criminosos ocorreram entre 1 de janeiro de 2007 e 30 de abril 2015. As verbas desviadas dizem respeito a pagamentos efetuados pela emissão de licenças de pesca lúdica.

Segundo um aviso publicado no Diário da República, a mulher foi despedida na sequência de um processo disciplinar.

A funcionária em questão terá chegado à DRAPN pouco antes de 2007, tendo sido transferida após a extinção de outro organismo do Estado ligado ao mar que funcionava junto à Docapesca, em Matosinhos. Assim, passou a exercer funções nas delegações da Estrada da Circunvalação e da Senhora da Hora.