Sociedade

Homem sujeito a termo de identidade e residência por maltratar 31 cães

O crime decorreu no concelho de Torre de Moncorvo, em Bragança.

Um homem de 61 anos, que mantinha um canil improvisado, em Bragança, ficou sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência depois de ter sido identificado como o autor de maus tratos a 31 cães.

De acordo com um comunicado do comando a que o SOL teve acesso, o homem foi identificado através de uma “fiscalização direcionada para a verificação das condições de habitabilidade de animais de companhia”. A investigação foi liderada pelo Comando Territorial de Bragança da GNR com o apoio do Núcleo de Proteção Ambiental de Torre de Moncorvo. 

Durante a ação, os militares depararam-se com 31 cães que viviam em condições que impossibilitavam o seu bem-estar , como falta de alimentos e de água limpa. A superfície do alojamento estava coberta de dejetos.

Assim, resulta desta intervenção, o levantamento de 106 autos de notícia por contraordenação devido à falta de registos, microchips, vacinas e boletins de vacinas.