Sociedade

Mulher detida por ameaçar marido de morte

A detida ficou sujeita às medidas de coação de proibição de contacto e de aproximação da vítima, assim como de proibição de abandono da residência.

A GNR do Porto, através do Comando Territorial da Trofa, recebeu uma denúncia de agressões entre um casal. O alerta foi dado por vizinhos cerca das 21h de domingo.

O casal, um homem do qual se desconhece a ocupação de 62 anos e uma mulher atualmente desempregada de 55 anos, estava no interior da sua habitação quando a GNR chegou.

Os ânimos estavam exaltados, tendo os próprios militares presenciado ameaças proferidas pela agressora à vítima. Segundo o que o SOL apurou, foi o filho do casal que abriu a porta aos militares.

Ao i foi adiantado pelo Oficial de Comunicação e Relações Públicas do Comando Territorial do Porto, Capitão Francisco Martins, que a mulher tentou agredir o homem com o recurso a um “objeto de ornamentação”.

De imediato os militares procederam à detenção da mulher por esta ter sido apanhada em flagrante delito. Segundo a mesma fonte, a GNR já teria recebido uma queixa crime de violência doméstica, mas a agressora nunca chegou a ser constituída arguida, uma vez que a vítima terá desistido da mesma.

A mulher foi no dia seguinte presente no Tribunal Judicial de Matosinhos onde lhe foi aplicada a medida de coação de proibição de contactar e de se aproximar da vitima, bem como da sua habitação.