Politica

Pires de Lima junta-se a Nuno Melo contra "falta de vergonha" no Governo socialista

No terceiro dia de campanha, o ex-ministro da Economia juntou-se a Nuno Melo no mercado de Cascais

António Pires de Lima, antigo ministro da Economia, foi a grande novidade na campanha para europeias do CDS. Ao lado do cabeça de lista, Pires de Lima criticou as ligações familiares no Governo socialista.  

"Não se pode apagar da memória dos portugueses aquilo que foi o despautério e a falta de vergonha ao nomear membros de família. Uma situação nunca vista, nem na democracia, nem na ditadura, em Portugal, e que representa um enorme potencial conflito de interesses”, afirmou o ex-deputado centrista.

Pires de Lima asseverou ainda que as divergências com Assunção Cristas sobre a crise dos professores são um assunto fechado."Essa situação está ultrapassada. A doutora Assunção Cristas prontificou-se a clarificar a situação nesse mesmo fim de semana. É um tema que está completamente resolvido", concluiu.

Nuno Melo também criticou o PS durante os discursos desta manhã. O cabeça-de-lista do CDS às europeias assegurou que António Costa está "nervoso porque a campanha não lhe corre bem", mas que perdoa as acusações de Pedro Marques durante a campanha com "caridade cristã".