Sociedade

Situação clínica de Santana Lopes e Paulo Sande é “estável e favorável”

Aliança emitiu comunicado

DR  

O terceiro dia de campanha às europeias ficou hoje marcado pelo acidente de automóvel na A1 que envolveu o presidente da Aliança, Pedro Santana Lopes, e o cabeça-de-lista do partido às europeias, Paulo Sande. 
Tanto Santana Lopes – que era o condutor da viatura – como Paulo Sande estão fora de perigo de vida mas o partido cancelou as iniciativas previstas para hoje. 

O acidente ocorreu por volta das 17 horas, na A1 ao quilómetro 136 (na zona de Pombal), depois de o líder do partido e do cabeça-de-lista terem marcado presença numa ação de campanha, um workshop sobre Tecnologias e Profissões do Futuro, na Casa Municipal da Cultura de Coimbra. Os políticos estavam a caminho de Cascais onde iam participar no debate Portugal, a Europa e o Mar, que ia decorrer no Museu Conde Castro Guimarães, que contava com a participação do ex-vice-presidente do PSD, Carlos Carreiras.  

Depois de a viatura ter capotado várias vezes e de ter ficado imóvel fora da faixa de rodagem, Santana Lopes acabou por ficar encarcerado alguns minutos dentro da viatura, tendo sido assistido no local. O líder do partido foi imobilizado com um colar cervical e transportado de heilcóptero para o Hospital Universitário de Coimbra, tendo-lhe sido diagnosticado um eventual traumatismo torácico, de acordo com fontes do INEM, com Santana Lopes a queixar-se de “dores no peito” tendo ligeiros ferimentos na cabeça. Também Paulo Sande deu entrada no Hospital de Coimbra tendo sido diagnosticado um traumatismo craniano. 

Horas depois de os políticos terem dado entrada no hospital, em comunicado o Aliança, disse que a situação clínica de Santana Lopes e Paulo Sande é “estável e favorável” e que as ações de campanha serão retomadas “com a maior brevidade possível”.  

Para já, as causas do acidente estão por apurar, sendo que nenhuma outra viatura esteve envolvida no embate.      

Partidos desejam as melhoras Minutos depois do acidente foram vários os partidos e candidatos, da esquerda à direita, a desejar as melhoras a Santana Lopes e a Paulo Sande. 

João Ferreira, candidato pela CDU às europeias, que se encontrava em Évora numa iniciativa lamentou o acidente e desejou uma “recuperação pronta” aos dois políticos. 

Também o líder o Livre, Rui Tavares, recorreu ao Twitter para enviar “um abraço ao Paulo Sande, a quem pessoalmente estimo, a Santana Lopes e à campanha da Aliança”. O candidato sublinhou que “há coisas mais importantes do que a competição eleitoral” e que “uma delas é que quem se empenha no contacto com os cidadãos o possa fazer são e salvo. É o que desejo a todos”.  

Já André Ventura, cabeça-de-lista pela coligação Basta usou o Facebook para lembrar que a “política também envolve amizade, humanidade e respeito pelos adversários”  enviando “um forte abraço ao Pedro Santana Lopes e ao Paulo Sande neste dia díficil, com votos de rápidas melhoras!”.