Sociedade

Apreendidos quase dois milhões de cigarros contrafeitos em Montalegre

Um homem de 41 anos foi detido

A GNR apreendeu 1.897.940 cigarros de diferentes marcas, acondicionados em 95 mil maços, em Montalegre, no distrito de Vila Real. Com um valor de comercialização que ronda os 420 mil euros, foram encontrados no âmbito da operação IBÉRIA, da GNR, na sexta-feira. No âmbito da mesma operação, foi detido um homem, de 41 anos, por um crime de introdução fraudulenta no consumo qualificado.

[Os maços] “não ostentavam a estampilha fiscal exigida para a sua comercialização em território nacional", avançou a GNR num comunicado a que o SOL teve acesso. De acordo com a mesma força de segurança, a operação teve como objetivo primordial a realização de buscas a um local utilizado como apoio de uma organização criminosa internacional, que o utilizava para armazenamento de tabaco produzido de forma fraudulenta e destinado a abastecer os circuitos comerciais marginais.

Caso tivessem sido vendidos ao público, os maços teriam “lesado o Estado em mais de 320 mil euros, resultante da evasão à tributação incidente em sede de Imposto Especial Sobre o Consumo de Tabaco (IT) e IVA” segundo a GNR.

A operação, da Unidade de Ação Fiscal, através do Destacamento de Ação Fiscal do Porto, contou com a colaboração da Unidade de Intervenção e o apoio das autoridades espanholas, através da Unidade Central Operativa da Guardia Civil.

O detido foi presente a primeiro interrogatório, no Departamento de Investigação e Ação Penal do Porto (DIAP), mas acabou libertado mediante o pagamento de uma caução de cinco mil euros e apresentações periódicas.