Sociedade

Jovem que liderava rede de pedofilia internacional confessa autoria de mais de 72 mil crimes

Nunca se arrependeu dos abusos que cometeu, mas pede para ser castrado para que o desejo sexual seja inibido.

O homem, atualmente com 25 anos, acusado de 583 crimes de abuso sexual de crianças e de 73.577 de pornografia de menores, começou a ser julgado esta segunda-feira. No Campus de Justiça, em Lisboa, confessou a autoria de todos os crimes.

Criador e administrador da página “Baby Heart”, onde eram difundidos vídeos e imagens de abusos sexuais realizados maioritariamente a bebés e crianças, foi condenado a pena suspensa há dois anos, pelo Tribunal de Aveiro. De acordo com os magistrados, não devia ir para a cadeia para não “ficar com a vida estragada”: bastava que “não voltasse tão cedo à Internet” e que se continuasse s submeter a sessões de psicoterapia. Era acusado de crimes que cometeu aos 19 anos.

Agora, o alegado abusador sexual de Águeda, que nunca se arrependeu dos abusos que cometeu, pede para ser castrado para que o desejo sexual seja inibido.