LifeStyle

Plástico afeta bactérias que produzem oxigénio, revela estudo

 Esta descoberta “revela um novo perigo originado pela poluição do plástico”.

Um novo estudo – realizado por investigadores da Universidade Macquarie, na Austrália – concluiu que a poluição causada pelo plástico presente no oceano afeta as bactérias que produzem cerca de 10% do oxigénio que respiramos.

Já é certo e sabido que os plásticos presentes no mar acabam por ser ingeridos pelos animais, podendo ser prejudiciais ou até mesmo letais. No entanto, esta é a primeira vez que se descobre que a poluição do mar pode ter um impacto negativo fora dos oceanos.

De acordo com Lisa Moore, umas das autoras do estudo, citada pelo The Independent, esta descoberta “revela um novo perigo originado pela poluição do plástico”.

Ao mesmo jornal, o coordenador do estudo, Sasha Tetu, revelou que “estes novos dados mostram que a poluição do plástico pode ter impactos generalizados sobre os ecossistemas, além dos efeitos já conhecidos sobre organismos como as tartarugas e as aves”.

“Se o problema do plástico não for combatido”, as bactérias presentes no oceano que produzem oxigénio “podem diminuir em vários locais, o que, por sua vez, pode afetar organismos que dependem destas bactérias para se alimentarem”.