Politica

Marcelo critica “cegueira” política face ao problema das alterações climáticas

Decisores políticos ficam “na sua incapacidade de ver o estado do mundo à sua volta e a necessidade imperiosa de repensar comportamentos, políticas, modos de vida e consume”


Durante o seu discurso na cerimónia de entrega do Prémio Pessoa 2018, Marcelo Rebelo de Sousa criticou a “cegueira” de alguns “decisores políticos” face às alterações climáticas.

O Presidente da República disse ainda que os decisores ficam “na sua incapacidade de ver o estado do mundo à sua volta e a necessidade imperiosa de repensar comportamentos, políticas, modos de vida e consume”.

No entanto, nem tudo são más notícias. O Presidente da República deixou um elogio a Portugal: “Penso que Portugal está, nesta matéria, felizmente, bem, porque temos consenso. Vejam que, em campanha eleitoral, como fora de campanha eleitoral, não há divergência sobre este tema”. 

Questionado pelos jornalistas, à saída do evento, se Portugal deveria declarar estado de emergência climática, o governante defendeu que “os decisores políticos portugueses estão muito atentos e, se houver necessidade de dar um passo desses, o darão”.