LifeStyle

As dez cidades do mundo onde os ordenados são mais elevados

Continente norte-americano domina ranking. 

São Francisco, Estados Unidos Dreamstime
Zurique, Suiça Dreamstime
Nova Iorque, Estados Unidos Dreamstime
Boston, Estados Unidos Dreamstime
Chicago, Estados Unidos Dreamstime
Sydney, Austrália Dreamstime
Oslo, Noruega Dreamstime
Copenhaga, Dinamarca Dreamstime
Melbourne, Austrália Dreamstime
Londres, Reino Unido Dreamstime
Lisboa, Portugal Raquel Wise

Existem diversos fatores que podem levar uma pessoa a fazer as malas, entrar num avião e mudar de cidade. Um dos maiores pode ser a tentativa de receber um salário mais elevado e melhorar o estilo de vida. A pensar nisto, o Deutsche Bank decidiu realizar um estudo intitulado de “Mapeamento dos Preços no Mundo em 2019” e elencar as cidades onde a remuneração é mais elevada.

No topo encontra-se a cidade de São Francisco nos Estados Unidos da América, superando assim Zurique que se encontrava no número 1 do pódio no estudo do ano passado. Naquela cidade americana, um trabalhador ganha, em média, 5841 euros. De acordo com um dos rankings do estudo, São Francisco é a cidade onde existe um maior rendimento mesmo depois de pagar a renda. O estudo assume que quando duas pessoas partilham uma casa e dividem contas obtêm um rendimento final de 5364 euros.

Em segundo lugar, Zurique oferece em média 5.277 euros aos trabalhadores. Apesar de não superar São Francisco no que toca à remuneração, a cidade suíça foi considerada a cidade com melhor estilo de vida, onde são avaliados índices como os de segurança, poluição e custo de vida.

Nova Iorque está em terceiro lugar com uma remuneração média de 4.128 euros mas no que toca à qualidade de vida, a Big Apple encontra-se em 31.º lugar, tendo descido dois lugares comparativamente ao ranking de 2018.

Em quarto lugar, a cidade americana de Boston, em média, paga cerca de 3.838 euros aos trabalhadores. A renda mensal de um apartamento com dois quartos em Boston subiu três lugares no ranking desde 2014 e hoje em dia, em média, o valor ronda os 2500 euros.

A cidade de Chicago encontra-se em quinto lugar onde um trabalhador, em média, ganha 3.635 euros por mês.

Em Sydney, na Austrália um trabalhador ganha em média cerca de 3.221 euros mas no que toca ao índice dos maus hábitos, a cidade australiana encontra-se em terceiro lugar.

Oslo na Noruega está em sétimo lugar com uma remuneração média de 2.905,38 euros, mas, de acordo com o Deutsche Bank, é o segundo local mais caro para sair num encontro, seguido da cidade de Zurique.

Em oitavo lugar surge Copenhaga, na Dinamarca, com uma remuneração de 2.855,35 euros, sendo que esta é a segunda cidade do mundo onde as pessoas são mais felizes, revela um outro estudo.

Melbourne na Austrália está em nono lugar com uma remuneração média de 2.847,30 euros e encontra-se em sétimo lugar no ranking da qualidade de vida.

Em último lugar do top 10 está a cidade de Londres, no Reino Unido, com uma remuneração de 2.45,90 euros. Apesar de se encontrar entre as dez cidades em que os salários são mais elevados também se encontra em primeiro lugar no ranking do preço de um passe mensal para os transportes públicos. Em média, é possível pagar cerca de 204 euros para poder usufruir dos transportes da cidade.

Apesar de não estar entre os países em que os salários são mais elevados, Portugal consta de outros rankings. A cidade de Lisboa, por exemplo, foi considerada a 25.ª cidade com melhor qualidade de vida e encontra-se em 40.º lugar no ranking dos salários mais bem remunerados, onde, em média, um trabalhador recebe 1153 euros. No que toca às rendas, a cidade de Lisboa subiu dois lugares no ranking e encontra-se em 33º lugar. Em média, uma casa com dois quartos na capital do país tem o valor mensal de 1021 euros. Depois de pagar a renda, os portugueses ficam com um rendimento de 572 euros.