Desporto

Arouca decide pedir insolvência e avança para rescisão coletiva com o plantel

Esta terça-feira, jogadores ficaram à porta do estádio

A administração do Arouca decidiu pedir insolvência da SDUQ e avançar para a rescisão coletiva com o plantel, avança o jornal o Jogo.

Recorde-se que a decisão acontece depois de confirmada a descida da equipa ao Campeonato de Portugal, terceiro escalão do sistema de ligas de futebol de Portugal.

Segundo o mesmo jornal, o plantel foi apanhado de surpresa, sendo que apenas alguns jogadores foram avisados pelo team-manager, que havia sido informado da decisão por um elemento da direção. Flávio Soares ficou assim responsável por comunicar a informação aos jogadores.

Esta terça-feira, quando o plantel se apresentou para treinar, o estádio encontrava-se fechado e sem funcionários. Alguns dos jogadores acabaram por treinar no Pavilhão Municipal.

De acordo com o Jogo, o Sindicato de Jogadores, depois de contactado pelo plantel, comunicou que este tem de se apresentar todos os dias no local de treino e à hora habitual, mesmo que não tenha informações sobre horários ou sobre a possibilidade de o treino se realizar.

Os jogadores não sabem também quando começam as férias, sendo que, no caso dos futebolistas estrangeiros, o contrato definia que o clube iria pagar o bilhete de avião.

O Jogo escreve ainda que o clube tem dívidas ao departamento de formação.