Sociedade

Póvoa de Varzim. Prisão domiciliária por violência doméstica

A detenção ocorreu na sequência de um processo de violência doméstica.

DR  

A GNR do Porto deteve ontem um homem de 57 anos suspeito da prática do crime de violência doméstica no concelho da Póvoa de Varzim.

Segundo um comunicado da GNR “o casal tinha-se divorciado, em virtude do suspeito maltratar psicológica e fisicamente a vítima, tendo os mesmos posteriormente reatado a relação”.

Após o reatar da relação o suspeito continuou a exercer ameaças de morte sobre a vítima com o recurso a uma arma branca e agredia a companheira “de forma violenta, sempre na presença dos seus dois filhos de nove e 11 anos de idade, chegando mesmo a deixá-la inconsciente, o que a levou a receber tratamento hospitalar”, revela fonte oficial.

O suspeito já com antecedentes criminais pela prática do mesmo crime, e indiciado por crimes de violência doméstica agravada e ameaça agravada, foi presente ao Tribunal Judicial de Matosinhos tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de obrigação de permanência no domicílio.