LifeStyle

Jamie’s Italian de Lisboa vai manter-se aberto

Insolvência de Jamie Oliver não afeta restaurantes internacionais

O processo de insolvência do chef Jamie Oliver, anunciado esta terça-feira não vai afetar os restaurantes internacionais, segundo a cadeia de restaurantes, logo, o restaurante Jamie’s Italian de Lisboa não irá fechar portas.

De acordo com a cadeia de restaurantes, os anúncios recentes devem-se “exclusivamente a um cenário singular que se vive no Reino Unido”.  Atualmente, o "boom do período dourado da restauração” chegou ao fim em Inglaterra, como se pode comprovar pelo “fecho de cerca de 750 restaurantes” e vive-se um período de incerteza sobre “o que será o Brexit” e quais as suas consequências para o comércio.

O restaurante de Lisboa, localizado no Príncipe Real, abriu portas em 2018 e tem vindo a viver um “percurso inverso” ao do Reino Unido caracterizado por um “elevado desempenho, crescimento e robustez”, como todos os outros restaurantes da cadeia internacional.

A cadeia de restaurantes de Jamie Oliver está em contacto com a KPMG, empresa que ficará responsável pela gestão administrativa dos 25 restaurantes da celebridade no Reino Unido, para tratar do processo de insolvência.

Nos últimos meses, o grupo estava a procurar compradores devido à forte concorrência, tendo registado perdas de 20 milhões de libras, cerca de 22,8 milhões de euros, no ano passado.

“Estou profundamente triste com este resultado e gostaria de agradecer a todos os funcionários e fornecedores que colocaram os seus corações e almas neste negócio por mais de uma década. Sei o quão difícil isto é para todos os afetados", disse Jamie Oliver, citado pelo The Guardian.