Cultura

Open Conventos. Lisboa abre pela primeira vez 20 conventos históricos

Conventos podem ser visitados gratuitamente dia 24 e 25 de maio.

Lisboa vai acolher o evento Open Conventos - um evento que prevê a abertura, pela primeira vez de 20 conventos históricos. Os conventos vão estar abertos na próxima sexta-feira e sábado, das 10h às 18h, sem interrupção, podendo ser visitados gratuitamente. Os visitantes podem ainda beneficiar de visitas guiadas sem custos adicionais. Estão incluídos espaços que por norma não recebem visitantes e estão fechados.

O evento foi organizado pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, o Patriarcado, a Câmara Municipal de Lisboa e pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova e conta com 100 voluntários que têm a responsabilidade de receber e acompanhar os participantes.

Para dar inicio ao evento, quinta-feira haverá um concerto, pelas 18h, no Mosteiro da Igreja de São Vicente de Fora. Posteriormente, às 18h30 está marcado um debate cujo tema é “O que fazer com os conventos de Lisboa?”. A entrada para o debate também é gratuita, mas necessita de inscrição prévia. Este vai contar com a participação da Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa, Pedro Flor da Universidade Nova de Lisboa, Padre António Pedro Boto da Direcção Cultural do Patriarcado de Lisboa, Margarida Montenegro, directora da Cultura da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e João Carlos Santos, subdirector geral da Direcção Geral do Património Cultural. Na moderação estará José Pedro Frazão, jornalista da Rádio Renascença.

Margarida Montenegro, diretora da Cultura da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), destaca a importância que os conventos têm na vida da capital, de acordo com o Público, principalmente aqueles que tinham funções de educação, saúde e acolhimento. A mesma contou ainda que este evento tem como objetivo recordar os espaços e fazer ver às pessoas a relevância que têm.

José Manuel Pimenta, do Turismo do Patriarcado de Lisboa, em declarações à Rádio Renascença, considera que, “basta a porta estar aberta, ser visitado e o espaço ganha outro dinamismo” sendo que estes locais têm de ser usados porque se degradam mais rapidamente se estiverem fechados, explicou o coordenador do projeto Quo Vadis, promotor do património religioso.

A aplicação do projeto Quo Vadis está disponível para Android ou iOS e permite consultar o Open Conventos. Para se participar nos itinerários e visitas guiadas, são necessárias marcações prévias.

Para conhecer o programa do Open Conventos carregue aqui.