Desporto

Miguel Matos lidera G1 Series após jornada na Croácia

O piloto de Guimarães teve de superar problemas de motor na sua estreia a correr em Grobnik, mas não desistiu e é líder da competição.

O piloto Miguel Matos lidera G1 Series após jornada na Croácia, após se ter estreado no Autódromo de Grobnik.

Apenas na sua segunda época a competir nos monolugares a nível internacional, Miguel Matos, de Guimarães, é o líder da G1 Series Itália após a terceira prova da temporada, disputada no Autódromo de Grobnik, na Croácia. O piloto de Guimarães teve de superar problemas de motor na sua estreia a correr em Grobnik, mas não desistiu e é líder da competição.

Aos 22 anos, Miguel Matos é o único piloto português a competir a tempo inteiro nos campeonatos de fórmulas internacionais, sendo atualmente uma das principais figuras da G1 Series Itália, competição com monolugares construídos pela Griiip e equipados com motores Aprilia V4 de 201 cavalos.

Depois de ter vencido uma das corridas da prova anterior, em Varano, Miguel Matos rumou à Croácia para competir no Autódromo de Grobnik, uma novidade absoluta na G1 Series e uma pista que surpreendeu pela positiva o jovem piloto português. Contudo, problemas de motor, que já se tinham manifestado nas provas anteriores, não deixaram Miguel Matos ir além do quarto lugar nos treinos cronometrados, conseguindo depois subir ao pódio da Corrida 1, com um terceiro lugar.

Na derradeira corrida na Croácia, o monolugar de Miguel Matos foi perdendo potência com o decorrer das voltas e o piloto luso terminou no quinto posto, resultado que, ainda assim, lhe permite ocupar o primeiro lugar do campeonato, com 95 pontos, contra os 89 pontos do israelita Yarin Stern e os 82 do italiano Cosimo Papi.

“A pista de Grobnik é espetacular, o nosso problema na Croácia foi a perda progressiva de potência do motor, mas com o decorrer das voltas íamos perdendo potência e não havia nada a fazer face à concorrência”, afirmou Miguel Matos, salientando que “vamos tentar analisar e retificar esse problema antes da próxima prova, porque estamos na luta pelo título”, acrescentou o piloto da RG Racing, patrocinado pela Retificadora de Guimarães, a APSG e a Auto Silva.