Sociedade

APAV ajudou mais de 800 crianças vítimas de abusos sexuais nos últimos três anos

Por mês, APAV ajudou 22 crianças

Os casos de abusos sexuais de crianças e jovens dispararam nos últimos três anos. Segundo dados da Associação de Apoio à Vítima (APAV), durante os últimos três anos, a associação prestou ajuda, por mês, a cerca de 22 crianças vítimas de violência doméstica. No total, tiveram de ser ajudadas 881 crianças.

Os números revelam ainda que 80,3% das vítimas eram raparigas. O distrito que registou mais casos foi Lisboa (303) seguido do Porto (150).

A APAV indica ainda que a maior parte dos crimes ocorreu dentro da família. Cerca de 20% dos casos envolviam os pais, 11,7% diziam respeito ao padrasto ou madrasta e 5,8% aos avós. Nos crimes cometidos fora da família, em 12,1% dos casos o agressor conhecia a criança.