Desporto

Autoridades espanholas detêm vários jogadores e dirigentes de clubes por suspeita de corrupção

Rede criminosa destinava-se a apostas ilegais e resultados combinados

Vários jogadores e dirigentes de clubes da liga espanhola foram detidos no âmbito de uma operação anticorrupção no futebol espanhol.

De acordo com o jornal espanhol El País, entre os detidos está o ex-jogador do Real Madrid Raúl Bravo, o antigo jogador de várias equipas espanholas, Carlos Aranda, e os jogadores Borja Fernández, Samuel Saiz Alonso e Íñigo López Montaña. Além disso, o presidente do Huesca Agustín Lasaosa e o médico do clube também fazem parte da lista de detidos.

Em causa está o desmantelamento de uma rede criminosa que se destinava a apostas ilegais e resultados combinados no futebol espanhol.