Sociedade

PJ deteve cinco pessoas suspeitas de rapto de filho de alto funcionário da Guiné

Suspeitos foram detidos em Lisboa

A Polícia Judiciária (PJ) deteve esta terça-feira cinco pessoas suspeitas de estarem envolvidas no sequestro do filho de um alto funcionário da Guiné.

Segundo avança a TVI, a vítima trata-se do filho do diretor nacional dos Serviços de Imigração da Guiné.

O caso remonta a janeiro deste ano. Após a vítima ter sido sequestrada, foi mantida em cativeiro durante três dias. O filho do empresário guineense foi agredido e ameaçado de morte enquanto estava preso numa casa situada na Moita, revela a estação de Queluz.

O objetivo do sequestro, avança a TVI, era extorquir dinheiro ao empresário – que terá acabado por pagar cerca de cinco mil euros pelo resgate.