Internacional

Mulher britânica acusada de matar filhos gémeos de 23 meses

Os menores foram encontrados mortos nas suas camas e as tentativas de reanimação foram em vão. 

Samantha Ford, de 38 anos, vivia em Margate, uma cidade no litoral de Kent, no Reino Unido. Casada há cinco anos com Steven Ford, foi mãe de de Jake e Chloe há dois anos.

Contudo, no final de dezembro do ano passado, a mulher alegadamente provocou um acidente de viação para despistar as autoridades: colidiu com um camião pelas 2h50 da madrugada de 27 de dezembro e, quando os paramédicos se aproximaram dela, pediu que fossem a sua casa “verificar o estado de saúde dos bebés”.

Os menores foram encontrados mortos nas suas camas e as tentativas de reanimação foram em vão. Na manhã desta terça-feira, a arguida admitiu ser culpada de homicídio involuntário. Contudo, é acusada de duas tentativas de assassinato.

"Os gémeos do papá fazem dois anos hoje. Hoje é o vosso dia e será sempre, um dia para estar grato pelas nossas memórias, um dia para celebrar o tempo que passámos juntos, um dia que será meu e vosso para sempre", lembrou Steven Ford na rede social Twitter. Recordando os momentos que viveu com os gémeos, partilha ativamente fotografias das vítimas. E o aniversário de Chloe e Jake, a 24 de janeiro, não foi uma exceção.

De acordo com o Daily Mail, o procurador Edward Brown afirmou que recebeu recentemente um relatório psiquiátrico de Ford e que, na quarta-feira, se reunirá com a acusação para “debater os contornos e o background do caso”.

Ford, que está sob custódia das autoridades britânicas, manteve-se em silêncio em tribunal, apenas confirmando a sua identidade. No próximo dia 10 de junho, o tribunal decidirá se o argumento da suspeita é aceitável. Caso contrário, outro julgamento terá início a 24 de junho.