Sociedade

PAN responde a Miguel Sousa Tavares: "Não está a ser leal nem honesto”

Para o líder do PAN, o comentador político está "cego pelas suas emoções negativas"

André Silva recorreu às redes sociais para comentar as declarações de Miguel Sousa Tavares relativamente ao partido Pessoas – Animais – Natureza (PAN).

Recorde-se que depois de, no último domingo, o PAN conseguir eleger um eurodeputado, o comentador referiu que os eleitores que escolheram votar no PAN são pessoas “urbano depressivas” que comem “alface e verduras” pois acham que “os animaizinhos não se podem comer”. Declarou ainda que a eleição de um eurodeputado do PAN deve-se meramente às regiões urbanas, visto que “nos meios rurais toda a gente detesta" o partido.

Na última segunda-feira, André Silva considerou que Miguel Sousa Tavares “lida mal com a existência do PAN”.

“A maioria dos órgãos de comunicação social e comentadores baseiam-se em factos para tecerem as suas considerações, mais ou menos abonatórias. Outros, como Miguel Sousa Tavares, que já sabemos há muito, lida mal com a existência do PAN, socorre-se de falsidades para fazer o seu ‘comentário político’ com o inacreditável respaldo da TVI, televisão que deveria pugnar por emitir informação rigorosa, isenta e de qualidade. Sousa Tavares, cego pelas suas emoções negativas, não está a ser leal nem honesto”, começou por escrever numa publicação partilhada no Facebook.

O líder do PAN partilhou ainda o esclarecimento do Polígrafo, que desmistifica a abordagem do partido a grandes temas ambientais para sustentar a sua publicação.

Miguel Sousa Tavares disse que “o PAN nunca se pronunciou ‘sobre as grandes questões ambientais em Portugal’, tendo enumerado aqueles que considera os temas centrais sobre os quais o PAN nunca se terá pronunciado (...) TODOS e cada um dos pontos que consubstanciam a acusação de Sousa Tavares são cabalmente desmentidos pelos factos, aqui analisados pelo polígrafo”, refere André Silva.