Vida

Ellen revela que foi abusada sexualmente pelo padrasto e que a mãe nunca acreditou

Apresentadora tinha entre 15 e 16 anos

A apresentadora Ellen DeGeneres revelou que foi abusada sexualmente pelo padrasto quando tinha entre 15 e 16 anos.

Numa entrevista ao programa “My Next Guest Needs No Introduction”, de David Letterman, que será disponibilizado na Netflix no próximo dia 31 de maio, a apresentadora norte-americana, de 61 anos, começou por revelar que a sua mãe foi diagnosticada com cancro, o que, na altura, a obrigou à remoção de um dos seios.

“Quando ela [mãe] estava fora da cidade, o meu padrasto disse-me que sentiu um nódulo no peito dela e que precisava de sentir o meu", começou por dizer.

"Ele convenceu-me de que precisava de fazer isso e depois tentou fazê-lo uma e outra vez", acrescentou.

Ellen, que considera que a sua mãe se casou com “um homem muito mau”, explicou que a situação acabou por piorar.

“Ele tentou partir a porta do meu quarto e eu fugi pela janela, porque sabia que ele iria tentar mais alguma coisa. Eu não queria contar à minha mãe porque queria protegê-la e sabia que isso arruinaria a felicidade dela", recordou a apresentadora.

"Estou zangada comigo própria porque eu estava muito fraca para o enfrentar, tinha 15 ou 16 anos. É uma história realmente horrível e o único motivo pelo qual estou a entrar em detalhes [sobre esta história] é porque não quero que outras raparigas deixem que façam o mesmo com elas", confessou.

A apresentadora admitiu ainda que sente raiva quando alguém descredibiliza quem partilha um caso de abuso e frisou que quer inspirar outras mulheres a falar.

Ellen revelou ainda que a mãe nunca acreditou nela e que permaneceu casada com o homem mais 18 anos. No entanto, a apresentadora admite que a relação de ambas nunca foi afetada pela situação.