Sociedade

José Sócrates decide responder por escrito à comissão de inquérito da CGD

Esta não é a primeira vez que Sócrates responde por escrito a uma comissão de inquérito parlamentar

José Sócrates, antigo primeiro-ministro, não vai estar presente na comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. O antigo governante fez saber que vai responder à comissão por escrito, segundo indicou esta quarta-feira fonte da comissão parlamentar.

Esta não é a primeira vez que Sócrates recorrer a este método. O ex-primeiro-ministro já tinha usado o Regime Jurídico dos Inquéritos Parlamentares para responder à comissão sobre o pagamento de rendas excessivas aos produtores de eletricidade.

Este regime permite que aos inquiridos “depor por escrito, se o preferirem”.