Sociedade

Até segunda-feira aeronaves de combate a incêndios ficam todas disponíveis

Esta quarta-feira ficaram disponíveis quatro helicópteros

DR  

Esta quinta-feira vão ficar disponíveis quatro helicópteros de combate a incêndios. Na segunda-feira ficam disponíveis mais 12.

“Hoje mesmo estarão em funcionamento mais quatro helicópteros, neste momento já está um em Pernes e outro em Monchique, amanhã [sexta-feira] entrarão mais seis helicópteros em operação e, até à próxima segunda-feira, teremos um total de 16 meios aéreos adicionais que reforçam os 22 que já tínhamos no sistema”, revelou o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

O reforço dos meios de combate a incêndios começou no dia 15 de maio. No entanto, o arranque iniciou-se já a meio gás. As previsões indicavam que os meios de combate às chamas seriam compostos por 38 aviões e helicópteros, contudo, apenas 22 meios ficaram disponíveis nesse dia.

Fonte do Ministério da Justiça, citada pela Lusa, justificou os atrasos com o facto de a disponibilização dos meios dependerem “do cumprimento do Código dos Contratos Públicos e da emissão do visto prévio do Tribunal de Contas para cada um dos contratos”.

A estimativa do governo na altura era de que “gradualmente e a partir de junho, estejam disponíveis e operacionais todos os meios previstos” para o combate a incêndios. E deixou a garantia de que “tomará todas as medidas ao seu alcance para que haja meios suficientes e prontos para atuar quando necessário”.