Sociedade

Homem obrigava ex-companheira a prostituir-se no local de trabalho

O suspeito não concordou com o fim da relação amorosa.

Um indivíduo, de 62 anos, foi detido na terça-feira pelos crimes de violência doméstica, posse ilegal de armas de fogo e incitamento à prostituição. O homem, residente no concelho de Paços de Ferreira, exercia violência psicológica sobre a vítima de 40 anos, com quem tinha mantido um relacionamento amoroso, de acordo com o Comando Territorial do Porto.

O agressor não aceitou que a vítima tivesse colocado termo à relação e saído de casa, levando o filho de ambos, que tem 14 anos. As autoridades concluíram que o suspeito agredia sexual e psicologicamente a mulher, tendo também provocado danos no veículo da mesma.

Na quarta-feira, no Tribunal de Instrução Criminal de Marco de Canaveses, foram aplicadas, ao alegado abusador, as medidas de coação de proibição de compra de quaisquer tipo de armas de fogo e de contacto com a vítima, por qualquer forma ou meio, existindo um controlo via pulseira eletrónica. Foram também apreendidas uma caçadeira de canos serrados e duas armas de ar comprimido.