Sociedade

A Capital Mundial da Cortiça mostra até domingo o melhor do montado em Coruche

Terra Fértil é um novo conteúdo do jornal i e do semanário Sol que vai andar pelo país, de norte a sul, à descoberta do que melhor se faz em Portugal, com especial atenção ao que acontece fora de Lisboa.

A Capital Mundial da Cortiça mostra até domingo o melhor do montado em Coruche

Esta rubrica tem também magazine televisivo, transmitido em direto nas plataformas online dos jornais i e Sol, a partir de várias cidades, vilas e aldeias – hoje, a partir das 16h30m, estamos em direto a partir de Coruche. 

Coruche é um concelho do distrito de Santarém, um território que se situa onde o Ribatejo acaba e o Alentejo começa, com cerca de 19 mil habitantes. Fica a 80 quilómetros de Lisboa, ou seja, a menos de uma hora de distância. O setor agroflorestal é o maior motor económico do concelho. Coruche assume-se como a Capital Mundial da Cortiça e recebe até domingo a 11.a edição da FICOR – Feira Internacional da Cortiça. A feira foi inaugurada ontem, com a presença do ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva. 

O programa da FICOR tem duas vertentes: uma vocacionada para os profissionais do setor, que acontece no Observatório do Sobreiro e da Cortiça; outra virada para o grande público, que acontece no Parque do Sorraia e no Pavilhão Multiusos, situados na zona ribeirinha de Coruche. 

A ligação do vinho à cortiça é importantíssima, pelo facto de a rolha natural ser ainda o produto mais valioso da segunda e o vedante preferido pelos mais prestigiados vinhos de todo o mundo. Como tal, o espaço Wine & Cork é um dos destaques do certame, onde os visitantes terão a oportunidade de provar vários vinhos e participar em conversas informais sobre o néctar de Baco, com o sommelier e crítico de vinhos Manuel Moreira. Outro espaço despertador de sentidos chama-se Sabores do Montado e é dedicado à gastronomia e aos produtos únicos deste ecossistema, com especial destaque para os cogumelos, espargos, túberas, mel e bolota.

Hoje à noite, a moda toma conta da feira, realizando-se o desfile Coruche Fashion Cork, com destaque para as propostas assinadas pelo designer convidado Ricardo Andrez. O comércio local é chamado a participar e a apresentação estará cargo da atriz Débora Monteiro.

Estreia hoje o TERRA FÉRTIL

Em direto A partir das 16h30m assista em direto ao primeiro TERRA FÉRTIL. Este magazine televisivo vai andar pelo país, mostrando o melhor que se faz em Portugal, com especial atenção ao que acontece fora de Lisboa. As várias plataformas online do jornal i e do semanário Sol vão transmitir em live stream o programa. 

5 milhões de rolhas por dia

CORTIÇA De Coruche saem diariamente para o mundo 5 milhões de rolhas de cortiça. Os melhores vinhos mundiais continuam a preferir a rolha de cortiça natural como vedante de eleição. Por esta e por outras razões, Coruche chama a si o título de Capital Mundial da Cortiça.

Observatório do Sobreiro e da Cortiça

INVESTIGAÇÃO Este centro de investigação celebra dez anos de existência. É um edifício já várias vezes galardoado pela originalidade e arrojo do projeto, assinado pelo arq.o Manuel Couceiro. A obra tem no sobreiro a inspiração, sendo o observatório revestido a cortiça e tendo no seu interior um auditório com 200 lugares, vários laboratórios, uma sobreiroteca e vários gabinetes técnicos que dão apoio a várias universidades, institutos e outras entidades ligadas à fileira da cortiça.

O que há para fazer em Coruche?

EVENTOS Hoje, sexta-feira, pelas 22 horas, realiza-se o desfile de moda Coruche Fashion Cork. Segue-se um concerto com Olavo Bilac, a voz dos Santos e Pecadores, agora a solo, apresentando a tour 25 Anos de Carreira. 

No sábado, dia 1 de junho, sobe ao palco Raquel Tavares. E por ser o Dia Internacional da Criança, há durante todo o dia inúmeras iniciativas para a pequenada.

No domingo, último dia da feira, realiza-se de manhã a Corrida das Pontes e da Família (prova de atletismo) e, à tarde, uma corrida de touros, com João Ribeiro Telles a lidar a solo seis touros. Pegam os forcados amadores de Coruche e de Montemor-o-Novo.

Os comentários estão desactivados.