Politica

Quem são os nossos eurodeputados

Entre os 21 eurodeputados portugueses eleitos mais de metade (13) são estreantes no cargo. O PS é o partido que mais caras novas leva para Bruxelas mas a grande surpresa destas eleições é Francisco Guerreiro, eleito pelo PAN, que é também o parlamentar português mais novo em Estrasburgo, com 34 anos. 

Alguns já contam com vasta experiência no Parlamento Europeu, tendo tido a seu cargo negociações de pastas importantes, como o Plano Juncker, e outros já foram reconhecidos como ‘Deputados do Ano’. Fora das lides políticas, o leque de atividades e de formações académicas dos deputados é vasto.

PS - Pedro Marques

Ex-ministro do Planeamento e das Infraestruturas é eleito pela primeira vez eurodeputado aos 43 anos, sendo apontado como possível comissário europeu para os Fundos Comunitários. Com mestrado em Economia Internacional pelo ISEG, tem feito trabalho político precisamente nessa área. Casado e pai de três filhos, nasceu em Lisboa mas viveu quase sempre no Montijo. Até 2001, trabalhou sempre no setor privado, mas nesse ano teve a sua primeira experiência no Governo ao assumir funções como assessor do ministro do Trabalho e da Solidariedade, Ferro Rodrigues. Um ano mais tarde, foi eleito vereador da Câmara do Montijo.

PS - Maria Leitão Marques

É conhecida como a mãe do Simplex. A ex-ministra da Presidência e da Modernização Administrativa nasceu há 66 anos em Moçambique e é casada com o constitucionalista Vital Moreira. Licenciada em Direito e doutorada em Economia, é professora catedrática na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e investigadora do Centro de Estudos Sociais da mesma universidade. Foi escolhida duas vezes por António Costa para integrar equipas governativas (em 2005 e em 2015) para agilizar a burocracia da máquina do Estado. Foi no Movimento de Esquerda Socialista (MES) que iniciou a sua atividade política.

PS - Pedro Silva Pereira

É o seu segundo mandato no PE. Entrou no PS aos 37 anos e o seu percurso foi sempre ao lado de José Sócrates. De quem foi ministro da Presidência e braço direito. Nasceu em Lisboa e tem mestrado em Direito pela Universidade de Lisboa, tendo frequentado o curso com António Costa. Enquanto estudante, participou num programa religioso de rádio. Antes de entrar na política, foi professor na Universidade Autónoma de Lisboa (em 1986) e (a partir de 1988) assessor jurídico do Ministério do Ambiente do Governo de Cavaco Silva. Entre 1992 e 1996, foi editor de informação na TVI, que na altura tinha ligações à Igreja Católica. É casado e pai de dois filhos.

PS - Margarida Marques

A ex-secretária de Estado dos Assuntos Europeus conta com uma vasta experiência nesta área mas é a primeira vez que é eleita eurodeputada. Licenciada em Matemática pela Universidade de Lisboa e com mestrado em Ciências da Educação pela Universidade Nova, entrou cedo na vida política. Foi deputada entre 1983 e 1985 e foi a primeira mulher a liderar a JS. Em 1994 passou a funcionária da Comissão Europeia, onde trabalhou durante 21 anos, chegando a ser chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal – cargo que deixou em 2015, para ser cabeça-de-lista do PS por Leiria. Tem 65 anos, nasceu no Bombarreal e é casada com o deputado Porfírio Silva (PS).       

PS - André Bradford

O ex-líder parlamentar da Assembleia Regional foi a escolha do PS-Açores para integrar a lista de candidatos ao Parlamento Europeu. Jornalista de profissão, com licenciatura de mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade Católica, André Bradford foi secretário regional da presidência no último Executivo liderado por Carlos César, entre 2008 e 2012. Antes disso, entre 2001 e 2008, integrou o gabinete do presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos César, como assessor para a Cooperação Externa e como assessor para os Assuntos Políticos. É açoriano, tem 48 anos, é casado e pai de quatro filhos. Foi eleito deputado do PE pela primeira vez.

PS - Sara Cerdas

Foi uma das surpresas na lista de candidatos do PS. Médica, de 29 anos, antiga campeã nacional de natação, Sara Cerdas é uma perfeita desconhecida da política madeirense. Entrou na lista para substituir a docente universitária Liliana Rodrigues e vai cumprir o primeiro mandato no PE. Licenciada pela Universidade de Lisboa, Sara Cerdas conta com mestrado em Saúde Pública pela Universidade de Umea, na Suécia. Está ainda a frequentar o doutoramento em Ciências de Saúde Pública na Universidade de Estocolmo. Conta com seis anos de experiência como médica e em organizações de Saúde. Fez o internato na Unidade de Saúde Pública de Almada-Seixal.

PS - Carlos Zorrinho

Vai cumprir o seu segundo mandato no Parlamento Europeu e foi um dos poucos nomes escolhidos, em 2014, por António José Seguro que apareceu agora em lugar elegível na lista do PS de António Costa. Foi líder parlamentar antes de partir para Bruxelas e teve, nessa altura, entre 2011 e 2014, a difícil missão de gerir os conflitos entre os deputados escolhidos por José Sócrates e a liderança segurista do partido. Foi coordenador do Plano Tecnológico, entre 2005 e 2009, e secretário de Estado da Energia e da Inovação, entre 2009 e 2011. Foi deputado na Assembleia da República desde 1995 até entrar para o Governo de José Sócrates.

PS - Isabel Santos

A deputada e ex-vice-presidente da bancada socialista foi eleita pela primeira vez, aos 51 anos, para o PE. Foi outra das novidades da lista do PS para as europeias. Licenciada em Relações e Cooperação Internacionais e com pós-graduação em Sociologia, Isabel Santos é especialista em questões de refugiados e de Direitos Humanos. Foi presidente da Comissão da Democracia, Direitos Humanos e Assuntos Humanitários da Assembleia Parlamentar da Organização para a Segurança na Europa (OSCE) e desempenhou vários cargos na Câmara de Matosinhos, tendo sido adjunta do gabinete de apoio ao presidente e diretora de Recursos Humanos. Foi ainda governadora civil do Porto.

PS - Manuel Pizarro

É um dos nomes fortes do PS no norte. Foi vice-presidente da Câmara do Porto, durante o primeiro mandato de Rui Moreira. Foi o candidato do PS nas últimas autárquicas e é agora vereador da autarquia da Invicta sem pelouro atribuído. É o presidente da Federação do PS no Porto. Médico no Centro Hospitalar de S. João, no Porto, na especialidade de Medicina Interna, foi coordenador adjunto da unidade de Cuidados Intermédios. Em 2005, foi eleito como deputado e, mais tarde, entre 2008 e 2011, secretário de Estado da Saúde nos Governos de Sócrates. Nasceu em Coimbra no ano de 1964 (tem 55 anos), mas vive desde os dois anos no Porto.   

PSD - Paulo Rangel

Aos 51 anos, cumpre o terceiro mandato como deputado do PE. É vice-presidente do PPE e também do grupo parlamentar. Nasceu em 1968 em Vila Nova de Gaia, no seio de uma família que apoiava Sá Carneiro, tendo tido contacto com os assuntos de política desde pequeno. Licenciado em Direito pela Universidade Católica, assume-se como «advogado de profissão, professor por gosto e político por vocação». Os primeiros passos na política foram no CDS, onde se inscreveu por influência de Lobo Xavier. Mais tarde, é com Rui Rio que entra no PSD, fazendo parte do conselho consultivo do partido no Porto.   

PSD - Lídia Pereira

Foi a grande surpresa da lista de candidatos sociais-democratas ao Parlamento Europeu. Apesar da juventude, 27 anos,  já conta com experiência em Bruxelas. É a líder da Juventude do PPE, tendo exercido funções como vice-presidente, e já vive na capital belga. Nasceu em Coimbra e foi na sua cidade natal que entrou na JSD, quando já frequentava a universidade. Desempenhou várias funções na ‘Jota’. É licenciada em Economia e mestre em Estudos Económicos Europeus pelo Colégio da Europa, em Bruges. Foi consultora sénior na Deloitte e passou também pela Ernest&Young e pelo Banco Europeu de Investimento.

PSD - José Manuel Fernandes

Este é o terceiro mandato como deputado do PE do ex-autarca de Vila Verde. No último ‘ranking’ independente que avalia o desempenho dos eurodeputados, o Votewatch, José Manuel Fernandes foi o português que mais influência exerceu em Bruxelas. Em 2015, negociou do Orçamento da União Europeia e foi nomeado relator para o ‘Plano Juncker’. É licenciado em Engenharia de Sistemas e Informática pela Universidade do Minho, onde frequenta a licenciatura de Direito. Foi presidente da Câmara de Vila Verde (entre 1997 e 2009), onde nasceu em 1967. É presidente da distrital de Braga do PSD.

PSD - Graça Carvalho

Aos 64 anos, a ex-ministra é eurodeputada desde 2009. Alentejana, nascida em Beja em 1955, faz parte da Comissão da Indústria, Investigação e da Energia. Em Novembro de 2011, recebeu o prémio de ‘melhor deputado na área da Investigação e Inovação’. Durante três anos (entre 2006 e 2009) foi a conselheira principal do departamento que reporta diretamente ao presidente da Comissão Europeia, tendo a seu cargo as áreas do Ensino Superior, Ciência, Inovação, Energia, Ambiente e Alterações Climáticas. Foi ministra da Ciência e do Ensino Superior nos Governos de Durão Barroso e de Santana Lopes. É licenciada em Engenharia Mecância pelo IST (onde é professora).

PSD - Álvaro Amaro

Ex-autarca da Guarda, é um dos homens de confiança de Rui Rio e vai estrear-se este ano como deputado do PE. Tem 66 anos e nasceu em Ribamondego, no concelho de Gouveia. É licenciado em Economia pela Universidade de Coimbra e foi eleito deputado entre 1987 e 1999. Pelo meio, foi secretário de Estado da Agricultura do Governo de Cavaco Silva. Foi eleito presidente da Câmara da Guarda em 2001 e em abril deste ano suspendeu o mandato para se dedicar à campanha. Era o coordenador dos autarcas do PSD e foi o responsável pelas negociações com o Governo do dossiê da descentralização.         

PSD - Cláudia Monteiro de Aguiar

A madeirense Cláudia Aguiar foi a aposta do PSD-Madeira na lista de candidatos às europeias. É eurodeputada desde 2014 e antes (entre 2011 e 2014) foi deputada na Assembleia da República. Em Bruxelas, integrou a comissão de Transportes e Turismo e a comissão dos Assuntos Marítimos e Pescas. Também fez parte de grupos de trabalho nas áreas de Juventude, Mercado Digital e Regiões Ultraperiféricas. Cláudia Aguiar tem 37 anos e é licenciada em Sociologia pela Universidade do Minho e tem pós-graduação em Marketing e Comunicação. No Funchal, está envolvida no Associativismo na área Musical e em Lisboa lidera a Casa da Madeira.

BE - Marisa Matias

Aos 43 anos, esta é a terceira vez que a socióloga nascida em Coimbra é eleita como deputada ao Parlamento Europeu, onde desempenha funções como presidente da delegação para as relações com os países do Maxereque (Egito, Jordânia, Síria e Líbano). Em 2011, foi eleita ‘Deputada do Ano’. Já desempenhou também funções de coordenadora da Comissão dos Assuntos Económicos e Monetários e integrou a Comissão da Indústria, da Investigação e da Energia. Desde jovem que está envolvida no ativismo político e tem sido uma das apostas do BE – foi a candidata do partido às presidenciais de 2006. 

BE - José Gusmão

O ex-deputado e ex-assessor político de Marisa Matias foi eleito, pela primeira vez, aos 42 anos, como eurodeputado. José Gusmão é irmão do comentador político e ex-bloquista Daniel Oliveira. Licenciado em Economia pela ISEG, frequenta o mestrado em Sociologia Económica e das Organizações e é próximo de Marisa Matias (fez parte da direção da campanha às presidenciais de 2016). É um dos membros da comissão política do BE e a sua passagem como assessor de Marisa ficou marcada por polémica, quando, em 2016, na sequência de uma queixa, o PE lhe pediu explicações sobre o trabalho extra que fazia para o partido. Foi ilibado.     

CDU - João Ferreira

É o terceiro mandato de João Ferreira, com 40 anos, como eurodeputado pelo PCP. Licenciado em Biologia pela Universidade de Lisboa, foi presidente da Associação dos Bolseiros de Investigação Científica e técnico superior da Associação Intermunicipal de Água da Região de Setúbal. Casado e pai de dois filhos, entrou no PCP aos 16 anos, tendo crescido numa família de esquerda, apesar de os pais não serem militantes ativos. É um dos membros do Comité Central do PCP e um dos nomes apontados para suceder a Jerónimo de Sousa. Foi candidato pela CDU às autárquicas de 2017 e eleito vereador da Câmara de Lisboa, cidade onde nasceu e vive.

CDU - Sandra Pereira

Tem 42 anos e é investigadora no Centro de Linguística da Universidade de Lisboa. Sandra Pereira foi dirigente da Associação de Bolseiros de Investigação Científica. Cargo que também foi desempenhado por João Ferreira. É ainda membro da direção do setor intelectual da Organização Regional de Lisboa do PCP. Foi eleita como deputada do Parlamento Europeu pela primeira vez. Nunca foi deputada nem desempenhou um papel de destaque no PCP. A investigadora é ainda dirigente da Sociedade Desportiva e Recreativa do Outeiro da Vinha em Alvoco da Serra, no concelho de Seia, onde nasceu.  

CDS - Nuno Melo

Aos 53 anos, o centrista Nuno Melo foi eleito para o terceiro mandato como deputado do Parlamento Europeu. Foi sempre cabeça-de-lista do CDS nas europeias. Licenciado em Direito pela Universidade Portucalense Infante D. Henrique exerceu funções como advogado numa sociedade de advogados que abriu em Guimarães e foi consultor jurídico. Entrou há 25 anos no CDS sem ter passado pela juventude partidária. É desde 2009 vice-presidente do partido e foi deputado entre 1999 e 2005, tendo sido líder parlamentar. Nasceu em Joane, perto de Vila Nova de Famalicão, e vive no Porto com a família, tendo dois filhos gémeos de sete anos.

PAN - Francisco Guerreiro

Francisco Guerreiro só se tornou uma cara conhecida com as eleições europeias, mas há muito tempo que está ligado ao PAN. É militante desde 2012 e foi assessor parlamentar do deputado André Silva. Pertence à Comissão Política Nacional e é licenciado em Comunicação Social pelo Instituto Superior de Educação de Coimbra. O perfil divulgado pelo PAN refere ainda que o agora eurodeputado reside em Cascais, é casado e tem duas filhas. «A família é também composta por dois gatos (casal) e uma coelha selvagem, todos adotados. O seu hobby centra-se na leitura e na recolha de lixo». É o eurodeputado português mais novo, com 34 anos.