Cultura

Serralves quer bater novo recorde

Fim de semana de festa com centenas de atividades gratuitas. Iniciativa teve quase 250 mil visitantes no ano passado.

Desde ontem que o Serralves em Festa está de regresso ao Porto. Com centenas de iniciativas culturais, entre concertos, espetáculos de dança, oficinas e exposições como forma de promover a arte contemporânea e a cultura com a incorporação ainda, segndo a organização, de um «pensamento e práticas ligadas à reflexão sobre o meio ambiente e a paisagem».

Até domingo, dia em que termina a 16.ª edição do festival, atuam em Serralves nomes como Nídia, os noruegueses Elephant9, Christeene Vale, Ex-Easter Island Head, Seijiro Murayama, Cristián Alvear e  Dur Dur Band. Também Joan Jonas leva ao Porto a performance Mirror Piece II, que interpretou pela primeira vez em 1970 e o estabeleceu como «uma figura pioneira na performance», descreveu a Tate quando em 2018 a apresentou.