Politica

PCP alerta para o perigo de socialistas com “mãos livres”

Se os socialistas tiverem “as mãos completamente livres”, poderão haver retrocessos nos direitos já conquistados

O secretário-geral do PCP, Jerónimo Martins, acusou este domingo o PS de não ter mudado, alertando que, se os socialistas tiverem “as mãos completamente livres”, poderão haver retrocessos nos direitos já conquistados nesta legislatura, que considera importantes.

As acusações foram realizadas num comício em Queluz, onde Jerónimo de Sousa lamentou ainda os resultados do seu partido nas europeias.

Já no sábado, num comício no Barreiro, o líder comunista aproveitou para falar sobre o caso da não renovação da Parceria-Público Privada (PPP) com o Hospital de Vila Franca de Xira. O fim das PPP nos hospitais de Braga, Cascais e Vila Franca de Xira vêm “confirmar que a solução não é manter as PPP com este ou aquele grupo privado, mas sim revertê-las para a esfera pública para garantir um Serviço Nacional de Saúde universal, geral e gratuito”, afirmou.

“As PPP apenas têm servido para os grupos privados fazerem da doença um negócio, pondo em causa o direito à saúde e a segurança dos utentes”, completou.