Vida

Homem deu água e comida a migrantes e agora pode ser condenado a 20 anos de prisão

Scott Waren é voluntário numa organização humanitária

Um voluntário da organização humanitária No More Deaths, Scott Waren, deu água e comida a dois migrantes. Agora poderá vir a ser condenando a 20 anos de prisão. 

O voluntário está a ser julgado por ter ajudado duas pessoas que estavam a atravessar o deserto Sonora, México. Scott é acusado de ter escondido e ajudado dois fugitivos.

Ao Washington Post, o voluntário revela que a organização tem um sítio no meio do deserto para ajudar os migrantes. Nesse local são disponibilizados kits de primeiros socorros, água e comida. Os dois migrantes souberam da existência desse local e foram até lá, acabando por ser ajudados por Scott. Ao saírem do local, os três acabaram por ser detidos.

Os migrantes foram deportados e Scott está a ser julgado. No seu site oficial, a organização explica que a justiça afirma que os migrantes não precisavam de ser ajudados, uma vez que antes de chegarem ao local da organização já tinham comido.