Sociedade

Presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso renuncia ao cargo

Advogado de Joaquim Couto afirmou que a decisão não é sinónimo de uma admissão de culpa.

O autarca de Santo Tirso, Joaquim Couto, renunciou ao cargo este domingo, avança a RTP.

O canal público revela ainda que o autarca também renunciou a todos os cargos públicos e privados que ocupa.

Este domingo, o advogado de Joaquim Couto afirmou que a decisão não é sinónimo de uma admissão de culpa.

Recorde-se que na passada quarta-feira, Joaquim Couto e a sua mulher, Manuela Couto, o autarca de Barcelos e o presidente do IPO do Porto foram detidos pela Polícia Judiciária no âmbito da Operação Teia.

Em comunicado a PJ explicou que no decurso da investigação se “apurou a existência de um esquema generalizado, mediante a atuação concertada de autarcas e organismos públicos, de viciação fraudulenta de procedimentos concursais e de ajuste direto com o objetivo de favorecer primacialmente grupos de empresas, contratação de recursos humanos e utilização de meios públicos com vista à satisfação de interesses de natureza particular”.

Em causa estão crimes de corrupção, tráfico de influências e participação económica no âmbito da contratação pública