Internacional

Manifestantes despem-se contra a censura do corpo feminino nas redes sociais

Protesto ocorreu no último domingo

Cerca de uma centena de pessoas despiram-se, no último domingo, em frente à sede do Facebook em Nova Iorque num protesto contra a censura na rede social ao corpo feminino.

O protesto, levado a cabo pelo fotógrafo Spencer Tunick e pelo ‘Movimento Nacional Contra a Censura’, levou os manifestantes a deitarem-se na estrada, sem qualquer roupa, e somente com grandes imagens de mamilos masculinos a cobrir as partes íntimas.

A manifestação contou ainda com a presença do grupo ‘Grab Them By The Ballot’, conhecido por defender os direitos das mulheres e desafiar a censura da nudez feminina pelas redes sociais.

Dawn Robertson, fundadora do ‘Grab Them By The Ballot’, referiu, em declarações à CNN, que o objetivo é mudar a política de redes sociais como o Facebook e o Instagram, já que estas tratam o “corpo feminino como se fosse um crime ou algo vergonhoso".

A responsável disse ainda que já viu a página do grupo e, também a sua página pessoal, ser censurada ou eliminada por terem sido publicadas imagens artísticas de mulheres nuas.