Sociedade

Queixas sobre corte de folgas dos polícias continuam a surgir, revela sindicato

Polícias estão a ser prejudicados por causa da Taça das Nações

A Organização Sindical dos Polícias (OSP/PS) denunciou esta quarta-feira que continua a receber queixas sobre o facto de estarem a cortar as folgas dos polícias.

A revelação chega depois de esta quarta-feira, a organização ter confirmado ao i que os agentes da PSP têm sido escalados de forma reiterada para serviços remunerados nos seus dias de folga, e que não estão ser compensados de nenhuma forma.

“A Organização Sindical dos Polícias – OSP/PS, continua a receber inúmeras queixas dos polícias, pois continuam a cortar as suas folgas de forma regular para os nomear para serviços remunerados, sonegando o direito ao descanso”, revela a estrutura sindicalista em comunicado.

O sindicato revela que as folgas têm sido cortadas e o gozo de férias tem sido limitado, devido à Taça das Nações, que se vai realizar entre amanhã e sábado no Porto e em Guimarães.

“A OSP sabe que irão ser mobilizados polícias de vários comandos a nível nacional, para o Comando do Porto e Guimarães”, adianta a nota, afirmando que “todos os elementos de serviço em dia de folga ou que excedam a carga horária deverão ser remunerados e compensados”.

“A falta de efetivo na PSP é evidente e os sacrifícios impostos os polícias põem em causa a sua eficácia, e tem de ser recompensados legalmente, pois pelo zeloso trabalho dos profissionais de Polícia, Portugal é um dos países mais seguros do mundo, contribuindo o bom trabalho de segurança pública, para imagem e economia do país”, completa o sindicato.