Economia

Draghi. BCE preparado para todos os cenários

O banco central prevê que os países do euro cresçam 1,2%

Tendo em conta as tensões geopolíticas entre EUA e China e o peso destas na Zona Euro, o conselho de governadores do Banco Central Europeu (BCE) admite voltar a cortar juros.

O banco central prevê que os países do euro cresçam 1,2%, melhorando face às projeções de março. “Se tivermos de encontrar novos desafios o conselho de governadores está preparado para agir com todas as suas ferramentas”, afirmou Mario Draghi, presidente do BCE, em conferência de imprensa. O responsável disse ainda que o consleho abordou a possibilidade de serem realizados cortes na taxa de juros para depósitos, que se encontra atualmente em -0,40%.

Questionado sobre a possibilidade de um cenário de disrupção profunda, Draghi foi claro: “Espero que não [aconteça]. Mas, da nossa parte, temos que levar esta leitura a sério e estar preparados”.