Politica

Pedro Soares indisponível para recandidatar-se à AR

“Regressarei à minha atividade profissional em outubro e continuarei a estar em todas as lutas e combates, como militante do Bloco de Esquerda em Braga que sou desde 2004”

O deputado bloquista Pedro Soares revelou esta sexta-feira em Braga estar indisponível para a sua recandidatura ao Parlamento devido a “razões pessoais que também são políticas”. 

Pedro Soares, de 62 anos, deputado do Bloco de Esquerda, que encabeçou a candidatura por Braga nas eleições legislativas de 2015, manifestou hoje a indisponibilidade para ser candidato nas eleições legislativas de 6 de outubro deste ano.

O deputado bloquista informa que “regressarei à minha atividade profissional em outubro e continuarei a estar em todas as lutas e combates, como militante do Bloco de Esquerda em Braga que sou desde 2004”, mas salienta que “manterei o mandato até ao final desta legislatura” e ao mesmo tempo “permanecerei nos órgãos de direção nacional e distrital do Bloco de Esquerda”.

Pedro Soares, que tem uma presença muito assídua na região do Minho, salientou ter sido autor de 180 perguntas ao Governo diretamente relacionadas com matérias do distrito de Braga, revelando que algumas das suas tomadas de posição “deram origem a iniciativas legislativas, tendo sido autor ou coautor de 25 projetos de lei e de mais de 40 projetos de resolução”.

O deputado bracarense presidiu ao longo de toda a legislatura à Comissão Parlamentar de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação, tendo sido “a partir desta Comissão que as matérias relacionadas com o combate às alterações climáticas ganharam expressão no debate nacional”.

Pedro Soares releva ainda o trabalho desenvolvido para o fim da Parceria Público-Privada no Hospital de Braga e a batalha pela manutenção do hospital público de Barcelos, “contra os interesses dos privados”.