Internacional

Neymar pode vir a ser julgado por violência doméstica e não por violação

A informação foi avançada na noite de terça-feira pelo G1, que também adiantou que três advogados – com poderes para ordenar a acusação de Neymar ou rejeitar a mesma, afirmaram que, provavelmente, a estrela desportiva será acusada de um crime de violência doméstica, algo que será decidido após avaliarem todas as declarações de testemunhas, incluindo as de Trindade.

O futebolista Neymar Jr., acusado de violação pela modelo Najila Trindade, está a ser investigado por violência doméstica. A informação foi avançada na noite de terça-feira pelo G1, que também adiantou que três advogados – com poderes para ordenar a acusação de Neymar ou rejeitar a mesma, afirmaram que, provavelmente, a estrela desportiva será acusada de um crime de violência doméstica, algo que será decidido após avaliarem todas as declarações de testemunhas, incluindo as de Trindade.

Sublinhe-se que Trindade procura agora um quarto advogado que esteja disponível para a defender, na medida em que José Edgar da Cunha, Yasmin Pastore Abdalla e Danilo Garcia de Andrade decidiram não continuar a colaborar com a jovem de 26 anos. Garcia de Andrade chegou mesmo a afirmar que “não participaria num ato injusto para a obtenção de ganhos económicos”.

“Foi algo simples e consensual. Ela concordou voluntariamente viajar para França” recorde-se também que Rodrigo Sina Galo, assistente de Neymar, foi entrevistado pelas autoridades brasileiras e esclareceu que “o sexo foi uma das razões pelas quais Trindade voou para a França”, sendo que o mesmo, homem de confiança do jogador, comprou a passagem da alegada vítima e marcou as duas noites no hotel em que supostamente ocorreram as agressões.

O G1 deixou claro que o Ministério Público Brasileiro, nas pessoas de Estefania Ferrazzini Paulin, Flavia Cristina Merlini e Katia Peixoto Vilani, poderá pedir a detenção de Trindade caso se verifique que as denúncias realizadas contra Neymar são falsas. Em causa estaria a perda de tempo e de recursos judiciais. É de referir que Trindade se encontra numa posição particularmente frágil desde que admitiu ter um vídeo comprovativo dos abusos sexuais mas que o iPad, em que o mesmo estava guardado, havia sido roubado por Garcia de Andrade.

“Ele será tratado como qualquer outro cidadão. Tem os mesmos direitos de todos os outros homens” clarificou Juliana Lopes Bussacos ao Daily Mail, chefe da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro, São Paulo. Neymar aceitou viajar até ao mesmo estado brasileiro para se reunir com os detetives que estão a investigar o caso. Na tarde de terça-feira, a sua equipa de segurança privada encontrou-se com o seu advogado e com os membros das autoridades que o entrevistariam horas depois.