Sociedade

Já há acordo no SIRESP: Estado adquire 100% da rede nacional de emergência

Acordo foi fechado esta quarta-feira à noite. Conselho de Ministros de hoje dá luz verde para a compra

Os operadores privados, Altice e Motorola, chegaram esta quarta-feira à noite a acordo com o Estado para a venda da sua participação na entidade detentora da SIRESP – Gestão de Redes Digitais de Segurança e Emergência. O SOL sabe que o acordo será anunciado publicamente depois da reunião de Conselho de Ministros desta quinta-feira.

A Altice, através da PT Móveis, detém uma participação de 52,1% no Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP). A Motorola Solutions Portugal tem uma participação de 14,9%.

Ontem à noite o ministro Adjunto e da Economia garantiu que o acordo seria fechado esta quinta-feira, não adiantando valores. Em entrevista à SIC,  Pedro Siza Vieira disse que o Estado pagará “o justo valor que resulta dos livros da empresa”.

No final da semana passada, no Parlamento, o primeiro-ministro já tinha revelado que o acordo estava numa fase de ultimação jurídica. O Governo anunciou a nacionalização do SIRESP em maio. As negociações começaram num momento particularmente tenso: a operadora ameaçou cortar as comunicações se o Estado não pagasse uma dívida superior a 11 milhões de euros. As críticas ao sistema, que agora passa para a esfera pública, intensificaram-se durante esta legislatura, sobretudo depois das falhas registadas nos grandes incêndios de 2017.