Sociedade

Simulado acidente com autocarro na Póvoa de Lanhoso

O simulacro de acidente envolvendo um autocarro, decorreu na Póvoa de Lanhoso, com um elevado grau de empenho e realismo, que a par da caraterização das supostas vítimas, incluindo a sua evacuação para o Hospital de Braga, constituiu uma mais-valia para todos.

Este exercício dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso teve um grande impacto, não só por envolver meia centena de operacionais, com dezena e meia de viaturas, de várias instituições, como também pela atualidade do cenário montado, um autocarro com 16 passageiros, um automóvel com três ocupantes e ainda uma vítima de doença súbita, cabendo à GNR encerrar ao trânsito a Estrada Nacional 103, para prevenção e segurança, enquanto decorriam as supostas manobras de socorro e salvamento das potenciais vítimas.

Segundo referiu ao Sol o comandante dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, António Veloso, “o objetivo do exercício foi o de testar a capacidade de prontidão para a resposta dos Bombeiros voluntários da Póvoa de Lanhoso às necessidades cada vez mais exigentes e complexas da população do nosso concelho, além de testar o plano de resposta de emergência do Hospital Escala Braga para todo este tipo de situações de emergência”, tendo sido evacuadas cinco supostas vítimas graves para esta mesma unidade hospitalar.

O comandante António Veloso destacou que “este exercício foi o culminar de nove meses do empenho na formação e treino sempre por parte dos Bombeiros da Póvoa de Lanhoso”, acrescentando que “a participação da GNR neste exercício foi fundamental para que tudo decorresse em segurança”, enaltecendo a estreita colaboração com esta e outras entidades.

Nos últimos anos, os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso têm realizado grandes simulacros e ações de formação, sempre em articulação com as outras entidades, como o caso neste fim de semana de outras corporações, Amares, Caldas das Taipas e Vila Verde, mas também do INEM e da GNR, além de duas empresas, Arriva e Recife, que cederam, respetivamente, um autocarro e um automóvel, com a participação de outras entidades privadas como a Direxercícios na caraterização, a Associação Formar para Salvar (AFPS) na ação formativa e a Mundo de Aventuras no transporte de todos os figurantes e ainda na montagem do cenário catastrófico, que impressionou positivamente pelo seu realismo.

Para que o simulacro envolvesse todos os elementos dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, às corporações vizinhas de Amares, Caldas Taipas e Vila Verde coube neste sábado assegurar igualmente a prevenção à Póvoa de Lanhoso, a par dos seus concelhos.