Sociedade

Militar português ferido na República Centro-Africana apresenta "evolução favorável do quadro clínico"

Militar está internado no Hospital das Forças Armadas

O militar português que sofreu um acidente na República Centro-Africana (RCA) e que teve de amputar as duas pernas apresenta uma “evolução favorável do seu quadrado clínico”, informou na última segunda-feira o Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA).

"O soldado Aliu Camará, vítima de um trágico acidente de viação na República Centro-Africana no passado dia 13 de junho, apresenta uma evolução favorável do seu quadro clínico, prosseguindo internado no Hospital das Forças Armadas", lê-se numa nota divulgada no Facebook.

O EMGFA informa ainda que o milita está a ser acompanhado por uma "equipa médica multidisciplinar".

Recorde-se que o militar sofreu um "traumatismo craniano sem perda de conhecimento" e um "traumatismo grave dos membros inferiores" que obrigou a "amputação bilateral”. Foi na última sexta-feira transferido para Lisboa para o serviço de urgência do Hospital das Forças Armadas (HFAR).