Sociedade

Julgados homens que roubavam em plena via pública

Dois homens ficaram em prisão preventiva, enquanto outros dois terão de respeitar o termo de identidade e residência.

Quatro indivíduos foram julgados, em Tribunal Coletivo, pela prática de três crimes de roubo: um deles qualificado e dois de ofensa à integridade física qualificada. De acordo com uma nota da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL), os suspeitos planearam “abordar transeuntes na via pública para lhes subtrair bens e valores monetários, se necessário agredindo-as fisicamente e fazendo uso de armas brancas, de forma a neutralizarem-nos”.

Entre 1 de dezembro e 22 do mesmo mês, do ano passado, os homens apropriaram-se dos bens das vítimas e chegaram mesmo a molestar-lhes “o corpo e a saúde”, como é possível ler no site oficial da PGDL. Dois dos arguidos ficaram sujeitos à medida de coação de prisão preventiva “por se verificarem os perigos de continuação da atividade criminosa e de perturbação da ordem e tranquilidade públicas”. Por outro lado, os restantes dois arguidos têm de cumprir o termo de identidade e residência.

O Ministério Público recolheu o ADN dos arguidos e um deles foi acusado como reincidente. A investigação foi liderada pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Sintra com o auxílio da PSP.