Internacional

Celas lotadas, temperaturas baixas e dormir em pisos de betão. Governo de Trump diz que crianças migrantes não precisam de mais

"Vai realmente apoiar e dizer-nos que ser capaz de dormir não é uma questão relacionada com condições seguras e higiénicas?", perguntou a juíza Marsha Berzon a Sarah Fabian, do Departamento de Justiça de Trump


Sabonete e escovas de dentes não são essenciais para as crianças migrantes detidas nos EUA, de acordo com o governo de Trump. Durante uma audiência num tribunal de São Francisco, Sarah Fabian, do Departamento de Justiça, mostrou o seu ponto de vista e afirmou que as crianças que se encontram detidas na fronteira entre o México e os Estados Unidos não necessitam de produtos de higiene básicos para estarem "seguras e higiénicas". 

Quando questionada sobre as condições dadas aos migrantes, a representante do governo americano afirmou que deixar os menores dormir em pisos frios de betão, em celas lotadas e com temperaturas baixas não é errado porque não viola a lei, noticiou a revista Newsweeky. 

Em 1985 foram estabelecidas diretrizes sobre como os migrantes menores detidos deviam ser protegidos. Apesar de a ideia defendida ser manter as instalações "seguras e higiénicas" nunca foram establecidas especificidades, logo, é possível evitar dar objetos considerados básicos como sabonetes e escovas de dentes aos menores e oferecer-lhes condições minímas. 

"Vai realmente apoiar e dizer-nos que ser capaz de dormir não é uma questão relacionada com condições seguras e higiénicas?", perguntou a juíza Marsha Berzon a Fabian. A mulher demonstrou que o governo do presidente Trump irá continuar a apelar à decisão.