Internacional

Marido empurra mulher grávida de penhasco para uma queda de 34 metros

Mulher e feto sobreviveram à queda

Um homem de nacionalidade chinesa foi detido por tentativa de homicídio, depois de a mulher, grávida de 34 semanas, o ter acusado de a atirar de um penhasco para uma queda de 34 metros na Tailândia, segundo a imprensa chinesa.

A mulher foi encontrada caída e ensanguentada por um turista no Parque Nacional Pha Taem, na Tailândia. Tinha múltiplas faturas, mas tanto ela como o feto sobreviveram à queda, que foi amparada pelas árvores e vegetação.

Inicialmente, quando foi questionada no hospital pela polícia – que suspeitou logo de crime –a mulher, milionária, disse que tinha desmaiado e caído do penhasco. Mais tarde, acusou o marido de a ter empurrado.

Wang Nan explicou que não tinha contado a verdade, logo de início, porque o marido nunca a deixou sozinha desde a sua entrada no hospital.

O homem terá tentado matar a mulher para assim ficar com a sua fortuna, pois tinha contraído uma grande quantidade de dívidas, a que Wang Na concordou em pagar apenas metade.

O marido nega o crime e as autoridades pretendem que o tribunal permita o prolongamento da sua detenção, para que consigam reunir mais provas da tentativa de homicídio.