Desporto

Argentina, por onde andas?

Messi e companhia continuam sem vencer na Copa América. Críticas à albiceleste sobem de tom, com Scaloni como alvo principal da insatisfação.

Não está mesmo nada fácil a vida da Argentina nesta Copa América. A seleção das pampas entrou a perder na prova, com a derrota (2-0) para a Colômbia de Carlos Queiroz e, para piorar a situação, não foi além de um empate a uma bola com o Paraguai, compromentendo a passagem aos quartos-de-final.

Nos principais jornais argentinos, há muito, de resto, que as críticas às opções do selecionador Lionel Scaloni e às exibições do grupo se fazem ouvir. E desta vez não foi exceção. «Não paramos de sofrer», destacou o desportivo Olé enquanto o Clarín escreveu: «[A argentina] ficou em dívida novamente e arrancou apenas um empate com ajuda do VAR».

A verdade é que, apesar de ter conseguido apenas somar o seu primeiro ponto na competição, o cenário podia até ter sido bem pior para o conjunto argentino. No último jogo, a formação paraguaia inaugurou o marcador com um golo de Richard Sánchez, aos 37 minutos, valendo, depois, uma grande penalidade assinalada pelo VAR (aos 57’) para deixar Messi empatar. E, diga-se, o 1-1 manteve-se até ao final graças ao guardião Armani, que defendeu um penálti apontado pelo ex-benfiquista González, (63’).

Com este resultado, Argentina e Paraguai vão para a última jornada a lutar pelo apuramento para os quartos.

Os argentinos precisam de vencer amanhã o Qatar e esperar que o Paraguai não ganhe à Colômbia na última jornada para se apurarem diretamente. A albiceleste pode, ainda, qualificar-se como um dos dois melhores terceiros classificados dos três grupos da competição.

Messi, que continua à procura do primeiro título com a seleção, não escondeu a frustração: «A verdade é que é um pouco frustrante não conseguir a vitória que precisamos. Sabíamos que ia ser difícil. Agora temos que ganhar o último jogo se queremos passar a fase de grupos. Seria uma loucura não passar». E continuou «Já não se ganha apenas com a camisola, cada vez está mais equilibrado, tem que se fazer as coisas bem para conseguir os três pontos».

A Argentina não vence a Copa América desde 1993. Ainda assim continua a ser a segunda seleção com mais títulos na prova (14), apenas atrás do Uruguai, recordista de vitórias (15).

 

Colômbia já nos quartos

Em sentido inverso segue a Colômbia, de Carlos Queiroz, que é neste momento a única seleção que já tem garantido o passaporte para a próxima fase da prova. Depois de ter batido a Argentina, a formação cafetera venceu o Qatar (1-0), passando a liderar de forma isolada o agrupamento com seis pontos. Refira-se que nas últimas três edições da prova (2011, 2015 e 2016) a Colômbia passou sempre a fase de grupos. Ainda assim os cafeteros venceram a competição pela primeira e única vez em 2001.