Opiniao

WOS e Mário Soares

Hoje escrevo sobre a WOS, por ser uma organização de nível, com credibilidade e com a chancela do Vaticano. 

A WOS tem como objetivo, o desenvolvimento de todos os Estados membros, nos campos político, económico, financeiro, cultural e outros que tenham interesse para o crescimento desses mesmos Estados.Tem uma história de 43 anos e a elite italiana está muito bem representada na nomenclatura da WOS-Ipsp.  A sede fica em Roma, logo os Estados membros trabalham muito de perto com o Vaticano e com todos os credos. O secretário-geral é um italiano de Génova, convertido ao Islão, cujo o nome é Alfredo Maiolese. Não é uma organização religiosa, mas, sim, uma organização que também junta os credos para o desenvolvimento de relações ao mais alto nível.

Implementar uma cultura de aproximação entre os Estados membros, com uma força comum e única. A União Europeia pode comparar-se a esta WOS. No entanto, esta é mais detalhista e a ‘teia dos contatos úteis é utilizada no bom sentido da palavra por todos os membros. 

Podemos perceber por esta foto da antiga ‘escola’ portuguesa, inaugurada pelo Presidente Mário Soares, que esta organização tem um raio de ação amplo e de alcance internacional.

Muitos países, principalmente os mais pobres,  têm solicitado ajuda à WOS para a elaboração de planos de desenvolvimento sustentado e seguro. Percebe-se, pela forma, pelo conteúdo e pela sua maneira genuína, que esta organização tem uma rede de conhecimento vasto e sem dúvida que poderá contribuir de forma ímpar na projeção dos Estados membros na organização mundial dos Estados. Hoje em dia, a WOS aparece, deste modo, como um exemplo de ajuda na área política e económica.

Escrevo hoje dando especial destaque a esta organização pela política de excelência sem orientações (esquerda/centro/direita), que deveria servir como exemplo para partilhar com os nossos políticos atuais.
«Old School is an useful school» – fazendo referência à forma sábia de se relacionar do  Presidente Mário Soares. Não devemos só pendurar as suas fotografias, e recordar o que fez pelo país, mas também usar os seus sábios conhecimentos e ensinamentos. 

A afirmação dos valores do indivíduo, da liberdade e da igualdade, sendo bem conhecida, foi, no entanto, posta de lado, e não conseguimos ligar os mesmos através dos verdadeiros valores da ‘Old School’, cujo legado nos foi deixado como herança por figuras de proa como Mário Soares e Sá Carneiro, entre outros... 

Tive a sorte de falar com o secretário-geral da WOS, Alfredo Maiolese, para perceber o trabalho da organização, o raio de ação da mesma e, acima de tudo, perceber que mesmo sem a nossa tecnologia atual a nossa ‘Old School’ fazia muito pela internacionalização da marca Portugal.     

Parabéns Dr. Mário Soares! O eterno Presidente que deixou ficar o seu cunho pessoal e por isso merece o respeito e a admiração de todos...